sábado, 12 de fevereiro de 2011

brazílica pereira



ouro preto das minas gerais
meu corpo esquartejado
em pedaços
como um qualquer tiradentes
por uma confidência
contra o rei de portugal
ouro preto das tordezilhas
meus dias de fel e sal
neste hotel de brazilha
planalto das m a r a v ilhas
mar de lama de bakanal

http://associaodosblogueirosdesocupados.blogspot.com/2011/02/ministra-ana-de-hollanda-desmascarada.html


lendo o texto deste link acima dá para entender melhor o porque dos ataques do tal maestro Marcos Vinicius defendendo as ações de Ana de Hollanda em favor do ECAD e contra todos nós que defendemos o Creative Commons, primeiro dá para ver como o tal maestro está desinformado quando diz que o CC é uma ONG americana, depois o que é mais escabroso, é perceber os seus laços com o próprio ECAD, através da AMAR/Sombrás, que atua como uma máfia dentro de uma outra máfia, dá até para parodiar o verso famoso do Zé Ramalho na música Vida de Gado: onde ele canta: “vocês que fazem parte dessa massa” a gente canta: vocês que fazem parte desta máfia.

Não foi por acaso a manifestação do tal maestro, quando o Renato Rovai, alertou que a ministra estava abrindo guerra com todos nós que defendemos o acesso ao livre conhecimento. E o pior de tudo é a relação da ministra com todas as pessoas citadas no texto, e o que fazem elas. Com certeza o posicionamento do Gil enquanto ministro da cultura e também enquanto artista continua a assombrar muitos de seus colegas que defendem a ferro e fogo a atuação do ECAD como se dá até então, e para nossa alegria Gil ontem anunciava mais um show de graça no www.escuta.com

neste país de fogo & palha
se falta lenha na fornalha
uma mordaz língua não falha
cospe grosso na panela
da imperial tropicanalha

não me metam nestes planos verdes/amarelos
meus dentes vãos/armados
nem foices nem martelo
meus dentes encarnados
alvos brancos belos
já estão desenganados
desta sopa de farelos

salve lindo pensão que balança
entre as pernas abertas da paz
tua nobre sifilítica herança
dos rendez-vous de impérios atrás

meu coração é tão hipócrita
que não janta
e mais imbecil que ainda canta:
ou
viram no ipiranga
às margens plácidas
uma bandeira arriada
num país que não levanta

obs.: e como bem disse padre olivácio para a sua mocidade independente queremos um salário mínio de R$2.250, ou no mínimo 61% de reajuste como os deputados fizeram com o salário deles, senão não nos resta outra alternativa, vamos invadir o congresso

artur gomes
http://artur-gomes.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário